13 julho 2017

ESRI confirma que ArcMap será substituido pelo ArcGIS PRO até 2022

Vários já desconfiavam mas mesmo assim vários ficaram surpresos na sessão de perguntas e respostas da ESRI UC 2017 quando a ESRI confirmou que eventualmente irá sim subistituir o ArcMap pelo ArcGIS PRO.

Will ArcMap be replaced with ArcGIS Pro?
Yes. ArcGIS Pro will eventually replace ArcMap. We will continue to support and maintain ArcMap. However, our focus is on making ArcGIS Pro the world’s best desktop GIS. There are still some capabilities of ArcMap that are not yet in ArcGIS Pro, so some ArcGIS Desktop users will be using both ArcGIS Pro and ArcMap till Pro has everything you need to fully support your work. (Fonte)

Tradução livre:

O ArcMap será substituído pelo ArcGIS Pro?
Sim. O ArcGIS Pro acabará por substituir o ArcMap. Continuaremos a suportar e manter o ArcMap [até 2022]. No entanto, nosso foco é fazer do ArcGIS Pro o melhor SIG de desktop do mundo. Ainda há algumas funcionalidades do ArcMap que ainda não estão no ArcGIS Pro, então alguns usuários do ArcGIS Desktop usarão o ArcGIS Pro e o ArcMap até que o Pro tenha tudo o que você precisa para suportar totalmente o seu trabalho. (Fonte)


TÓPICOS RELACIONADOS

06 julho 2017

ESRI adicionará modelo de elevação mais detalhado existente ao ArcGIS online.

A ESRI adicionará ao ArcGIS online a base WorldDEM4Ortho da AirBUS. Atualmente esta é a base altimétria obtida via satélite mais detalhada que existe !

Estes dados de elevação detalhados se juntarão aos mais de 5.000 mapas e camadas disponíveis para mais de 4 milhões de usuários ArcGIS em todo o mundo. 
Através de múltiplas camadas de elevação que são publicadas pela Esri, esses dados não só estarão disponíveis para aplicativos de usuários finais, mas também para desenvolvedores que desejam criar aplicativos específicos que sejam alimentados com informações de elevação. 
O WorldDEM4Ortho baseia-se no conjunto de dados WorldDEM global da Airbus e possui uma precisão vertical de 4 metros em um raster de 24 metros por 24 metros. Abrangendo toda a superfície terrestre, este modelo de elevação é o mais homogêneo e preciso para os dados de ortorretificação em escala global
Os dados da Airbus serão incluídos nas camadas de elevação existentes de Esri, que selecionam automaticamente a melhor fonte de dados com base em escala do conjuntos de dados, como o Multi-Resolution Global Elevation Data 2010 (GMTED2010), a Carta geral de Batimetria oceânica (GEBCO), o SRTM, o banco de dados extragaláctico da NASA / IPAC (NED) e dados LiDar da comunidade em geral.

Os usuários podem aplicar essas camadas de forma ampla, inclusive para análises de elevação, como estudos de inclinação, aspect e visibilidade. Os dados também serão utilizados amplamente na melhoria das tabelas base cartográficas como sombreamento multidirecional, bem como para avançar as visualizações em 3D dentro do ArcGIS Pro e no ArcGIS Scene Viewer.

Fonte-Traduzido e adaptado do jornal ArcNews

TÓPICOS RELACIONADOS


30 junho 2017

ArcGIS (10.5) 10.5.1 chegou !

Atualização: Lançado em 30 de Junho de 2017 o ArcGIS 10.5.1

ESRI diminui período de testes (trial) do ArcGIS de 60 dias para 21 dias:(

O que há de novo no ArcMap 10.5.1?
O ArcMap 10.5.1 é basicamente uma versão de melhoria de qualidade, embora haja uma quantidade limitada de novas funcionalidades. Estas novas funcionalidades são descritas aqui.
Todos os problemas que foram corrigidos na versão 10.5.1 estão listados aqui


27 junho 2017

ArcGIS PRO 2.0 está disponível!

A ESRI anunciou hoje no seu blog oficial a versão 2.0 do ArcGIS PRO, a plataforma GIS Desktop 64 bits que está substituindo o ArcGIS Desktop 32 bits.
Para atualizar, entre em contato com a Imagem ou acesse o My ESRI

NOVIDADES
ArcGIS Pro 2.0 traz fluxos de trabalho altamente solicitados para a versão Desktop. 
Fonte: Blog ESRI
Apresenta inovações não disponíveis em qualquer outro SIG desktop, além de estar mais integrado com o resto da plataforma ArcGIS. 
Dentre algumas melhorias destacam-se a possibilidade de utilizar annotations e diferentes grids; editar topologia diretamente no PRO; Novo favoritos; Novas funções COGO; um menu de contexto mais amplo incluindo opções de importação e exportação; aba Catalog, etc.
Outra grande melhoria a ser destacada é a possibilidade de incluir gráficos dinâmicos nos layouts de mapas.

Confira mais detalhes e atualize sua versão clicando aqui


TÓPICOS RELACIONADOS

08 junho 2017

Ganhe dinheiro vendendo seus mapas na Avenza Map Store

Com certeza você conhece o PDF Maps (Agora chamado Avenza Maps), o aplicativo que você carrega seus mapas em geoPDF para navegar sobre ele a campo mesmo quando não tiver acesso a internet.

Pois a Avenza possui um Map Store onde você pode baixar diversos mapas gratuitos mas também você pode comprar mapas produzido por outros usuários.


➥Você pode se tornar um vendedor de mapas PDF na Avenza Store e garantir uma grana extra ! Veja as instruções diretamente do site deles:

➣Deseja se tornar um fornecedor de mapas na Avenza Map Store? 
Você cria mapas profissionais e está interessado em encontrar novas formas de gerar receita? Aproveite a Avenza Map Store para vender seus produtos de mapa digital. A loja oferece um local de comércio eletrônico acessível por milhões de usuários iOS, Android e Windows Phone. 
É fácil tornar-se um fornecedor de mapas:
Fonte: Site da Avenza Store

➥"Os vendedores podem enviar mapas, inserir descrições de mapas, escolher escalas de preços, escolher categorias e fazer alterações em miniaturas. Você pode gerenciar seus mapas através de um portal de fornecedores onde você pode editar e ajustar a informação de venda do seu mapa. À medida que seus mapas são carregados, a Avenza usará as mídias sociais para divulgar o seu mapa. Vamos blogar sobre mapas de fornecedores e destacar mapas em destaque na página inicial da Avenza Map Store."

Registre-se na Avenza Map Store para vender seus mapas


TÓPICOS RELACIONADOS

18 maio 2017

Você precisa conhecer o portal Land Viewer da EOS

Se você não conhece, você precisa conhecer o portal Land Viewer da EOS (Earth Observing System)
Portal LV da EOS - Clique para Ampliar
O Portal Land Viewer - https://lv.eosda.com -  permite ter acesso a dados dos satélites Landsat-7, Landsat-8, Modis e o Sentinel-2 em uma interface super amigável e rápida.

Você filtra no próprio portal o intervalo de datas para pesquisar cenas, a cobertura de núvem e ângulo solar.
Além disso tudo, o mais impressionante é a composição de bandas em tempo real, ou seja, basta clicar no ícone Band Combination e selecionar a composição que mais lhe interessa. Abaixo dela é mostrada quais cenas são usadas para compor e você poderá no próprio site baixar as cenas e compor as bandas no seu próprio software GIS.

Você pode também ajustar brilho e contraste no próprio site em tempo de navegação apenas clicando no menu Contrast Stretching e ajustando os parâmetros.
Clicando em Custon você pode criar a sua combinação de bandas no próprio site em tempo real !!

Tudo é disponível online e você pode carregar um kml ou GeoJson com seus limites no próprio site, mas se você quiser baixas as cenas, você precisa apenas criar um cadastro usando seus dados do Google ou Facebook. Rapidamente você terá acesso gratuito a um dos melhores sistemas de disponibilização de dados de satélite já vistos.

Acesse já esta super ferramenta, coloque em seus favoritos e compartilhe este post para chegar a mais pessoas.
Com a colaboração de Edgar Rossato
TÓPICOS RELACIONADOS

16 maio 2017

Global Mapper Mobile coloca os mapas que você precisa na palma da sua mão !

Como você já deve saber, o Global Mapper é um software de geoprocessamento completo e rico em funcionalidades, polivalente e de uso muito fácil e intuitivo. Ele é muito utilizado por usuários rotineiros na área de geotecnologias, como software de Processamento de Imagens (PDI)  e Sistema de Informações Geográficas (SIG), muitas vezes substituindo o caro ArcGIS, além de ter fama justificada de ser o melhor utilitário de conversão e manuseio de dados.
Tela do aplicativo no Android 

A novidade fica por conta dos novos pacotes mobile do Global Mapper.
O Global Mapper Mobile é uma poderosa aplicação de visualização de dados GIS e de coleta de dados de campo para iOS e Android (Beta) que utiliza o GPS do dispositivo para fornecer posicionamento e inteligência de localização para projetos de mapeamento remoto.
Um complemento perfeito para a versão desktop do Global Mapper, a edição Mobile pode exibir todos os formatos de dados vetoriais, rasterizados e de elevação suportados e oferece uma ferramenta de coleta de dados poderosa e eficiente. Fornece acesso de campo a todos os seus dados GIS. Oferece coleção de dados de campo direta, baseada em GPS. Inclui uma matriz de digitalização ou ferramentas de desenho. Permite a edição de dados de atributo no campo. Permite a mobilidade e retorno de dados de forma simples e eficiente. Usa armazenamento e exibição de mapa autônomo - Nenhuma conexão de dados é necessária. Ler mais

Baseado nestas características, você usuário do Global Mapper tem mais esta ferramenta a seu alcance. Teste e compartilhe os resultados e opiniões abaixo.

*A Engesat é a representante do pacote Global Mapper no Brasil.

TÓPICOS RELACIONADOS

05 maio 2017

SGDC-1, o primeiro satélite geoestacionário brasileiro, é lançado com sucesso !

Fonte:defesaaereanaval.com.br
Foi lançado ontem ao espaço o primeiro satélite geoestacionário brasileiro para defesa e comunicações estratégicas. O lançamento, feito do Centro Espacial de Kourou, na Guiana Francesa, foi acompanhado no Brasil pelo presidente Michel Temer e alguns ministros.
Com 5,8 toneladas e 5 metros de altura, o satélite brasileiro ficará posicionado a uma distância de 36 mil quilômetros da superfície da Terra, cobrindo todo o território brasileiro e o Oceano Atlântico. A capacidade de operação do satélite é de 18 anos.

Fonte: spaceflight insider
O projeto é uma parceria entre os ministérios da Defesa e da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, e envolve investimentos de R$ 2,7 bilhões. O equipamento foi adquirido pela Telebras e será utilizado para comunicações estratégicas do governo e para ampliar a oferta de banda larga no país, especialmente em áreas remotas.

O satélite vai operar nas bandas X e Ka. A primeira é uma faixa de frequência destinada exclusivamente ao uso militar, correspondendo a 30% da capacidade total do satélite. Já a banda Ka será usada para comunicações estratégicas do governo e implementação do Plano Nacional de Banda Larga, especialmente em áreas remotas.

TÓPICOS RELACIONADOS