Mostrando postagens com marcador MAPEAMENTO. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador MAPEAMENTO. Mostrar todas as postagens

05 novembro 2016

Pronasolo da Embrapa fará mapeamento completo dos solos brasileiros

Um trabalho inédito de grandes proporções irá elevar o conhecimento sobre os solos brasileiros. Coordenado pela Embrapa, o Programa Nacional de Solos do Brasil (Pronasolos) pretende mapear o território brasileiro e gerar dados com diferentes graus de detalhamento para subsidiar políticas públicas, auxiliar gestão territorial, embasar agricultura de precisão e apoiar decisões de concessão do crédito agrícola, entre muitas outras aplicações. Orçado em até R$ 3 bilhões de reais, o Pronasolos deve gerar ganhos de R$40 bilhões ao País dentro de uma década, de acordo com especialistas.

Fonte: Embrapa
O Programa envolverá diversos ministérios e órgãos federais em torno de um objetivo: fazer o mapeamento do solo de norte a sul do Brasil no período entre 10 e 30 anos, em escalas que tornem viáveis a correta tomada de decisão e estabelecimento de políticas públicas nos níveis municipal, estadual e federal – 1:25 mil, 1:50 mil, 1:100 mil, respectivamente. Isso significa que cada um centímetro do mapa corresponde a um quilômetro de área (na escala de 1:100 mil). A definição das escalas dependerá das prioridades governamentais. O maior detalhamento (de 1:25 mil) é desejável, por exemplo, para o planejamento de propriedades e na agricultura de precisão, o que vai influenciar diretamente na concessão de crédito rural.

Fonte: Embrapa - Leia mais

24 agosto 2015

Google lança Project Sunroof

O Google começou a cruzar informações para mapear a quantidade de insolação que cada residência recebe a fim de calcular quanta energia seria possível produzir por via solar.
Ele leva em consideração vários dados como quantidade de dias de sol, nublados, sombreamento por prédios e estruturas, histórico de temperatura, incidência solar e outros...
Fonte: Google Project Sunroof website
O site do projeto chamado "Project Sunroof" ainda ajuda a calcular todos os custos de um projeto de instalação de painéis solares e permite simular qual a melhor opção para você.

O projeto só está disponível para algumas cidades da Califórnia e para a cidade de Boston, EUA, porém é um excelente amostra de como usar tecnologia de mapeamento e cruzamento de dados atmosféricos históricos para criar projetos super interessantes e muito úteis.

Confira mais no site do projeto:
https://www.google.com/get/sunroof#


05 fevereiro 2015

Google Confirma Oficialmente: Google Earth PRO gratuíto !

Fonte: intermap.com

OFICIAL!!!

Google Earth PRO agora é gratuito. Com a confirmação oficial por parte da Google agora sim todos podem aproveitar o máximo das funcionalidades do Google Earth PRO em seus projetos sem pagar nada por isso !

Basta instalar usando a chave de licença GEPFREE.


Com ele você, dentre outros, pode:


  • medir a área de um polígono ou a altura de um edifício;
  • criar vídeos;
  • Abrir diversos tipos de arquivos como o famoso SHAPEFILE;
  • importar imagens com resolução mais alta que o próprio mapa;
  • fazer geolocalização automática de imagens que você inserir no mapa;
  • imprimir imagens em alta resolução (até 4800 x 3200 pixels);
  • exibir dados demográficos, de loteamentos e trânsito nos EUA.



COMO FAZER:

Sign up is no longer required for Google Earth ProClick here to download Earth Pro, then sign in using your email address and the License Key GEPFREE.

Registro já não é mais necessário para baixar o Google Earth Pro. Clique aqui para baixar Earth Pro, em seguida, entrar usando seu endereço de e-mail e a chave de licença GEPFREE.

Aproveitem !!


27 janeiro 2014

"Os drones invadem os negócios"

Os drones invadem os negócios.
Fonte: Site IstoÉ Dinheiro
Esta é a capa da última IstoÉ Dinheiro.


Saiba por que empresas como Amazon, DHL, Eldorado, AES Tietê e Domino's estão investindo no bilionário mercado dos robôs voadores que prometem revolucionar o universo corporativo.

Artigo imperdível para você da área GIS/ Geo. 
Para ler na íntegra, clique aqui.

Vídeo do Artigo

16 dezembro 2013

IBGE atualiza e disponibiliza base 1:250 mil do País todo.

  • IBGE alterou novamente os links para dados shapefile e geodatabase das bases de dados de mapeamento sistemático. Confira no menu Downloads do blog para o endereço mais atual sempre que estes links abaixo estiverem quebrados.
  • O acesso é via FTP. Agora os dados são disponibilizados em arquivos zipados de acordo com a clásse temática. Para acessar, clique aqui.
  • Clique aqui e veja a documentação do mapeamento e a descrição de legenda de cada classe.
  • Alternativamente, use no Filezilla o endereço  host abaixo com username e senha anonimos:  ftp://geoftp.ibge.gov.br/cartas_e_mapas/bases_cartograficas_continuas 

Fonte: IBGE
FONTE: FTP DO IBGE (Links direcionam para lá)

10 maio 2013

OpenStreetMap ganha um novo editor em HTML5

Não há argumentos que o OpenStreetMap (OSM) explodiu em uso e popularidade, basta olhar para as opções de camadas de base de mapas em qualquer serviço de mapeamento online da web e você verá OSM como uma opção. Muitas vezes considerado a wikipedia do mundo do mapeamento, OSM é uma opção de mapa base fabuloso para qualquer um, e talvez mais legal de tudo, OSM foi construído e mantido por você - a multidão!

Se alguém ainda tinha "preguiça" em editar os mapas ou mapear os locais que você conheçe, agora não tem mais desculpa. O OSM lançou um novo editor em HTML5 para o projeto, muito rápido e intuitivo chamado ID Editor.

Como funciona?
-Entre no site http://www.openstreetmap.org/
-Faça o login (ou cadastre-se se estiver iniciando)
-Aproxime a região que deseja editar ou acrescentar informações
-No canto superior esquerdo, clique em editar e escolha a primeira opção, edite com ID (no browser).

Ver na prática:

12 abril 2012

MapItFast: Nova Solução para mapeamento com Android


Fonte: Brochura do MIF

A empresa AgTERRA apresentou este mês um software que roda em dispositivos Android que se destina a mapeamento em geral. O Software é gratuito, porém para certas funcionalidades é preciso pagar uma conta especial no site mapitfast.com.

O aplicativo é prático e simples de usar. É possível utilizar o GPS do smartphone para capturar dados tanto de ponto, linha, polígono e até mesmo fotos georeferenciadas.

O Grande ponto positivo é que ele também tabalha offline. Isto é o que falta no mercado hoje e que também o ArcGIS for Android não é capaz de fazer (este só trabalha online). O MIF como os desenvolvedores chamam, requer pouco ou nenhum conhecimento específico de GIS pois é extremamente prático e intuitivo. Algumas funcionalidades incluem:

- Mostra a localização atual
- Zoom multi-touch
- Mapas on-line e off-line (Bing, OSM)
- Ver mapas na vertical ou na posição paisagem
- Um ou muitos rastreios no mesmo projeto.
- Pontos, linhas e polígonos: Captura de dados e atributos com um único toque
- Foto com  geolocalização
- Funções "pausar" e "continar" coleta de dados
- Cálculo de distância de linhas
- O cálculo da área de polígonos
- Localização GPS atual com precisão, velocidade e altitude
- Gestão de coleta de dados
- Atribuição de cores para caminhamentos, linhas e polígonos
- Funciona em modo offline.

Comprando a conta mais avançada, o MIF disponibiliza no seu site, ferramentas especiais em que é possível ter um cache de imagens de satélite de fundo mesmo offline e também enviar seu projeto para site e baixar nos formatos mais conhecidos, claro, incluindo KML e Shapefile.


Saiba mais...
-Prospecto do MapItFast em PDF
-Site da AgTerra
-Video demonstrativo no YouTube
-Baixar o aplicativo no Google Play (Android Market)

PS: DICAS DO COLEGA FILIPE MURÇA