Mostrando postagens com marcador layout. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador layout. Mostrar todas as postagens

22 março 2016

Iniciando no ArcGIS PRO

O ArcGIS PRO pode assustar para quem está acostumado com o velho e bom ArcGIS Desktop ou QGIS.
Fonte: pro.arcgis.com
Ele possui uma interface remodelada e moderna com os famosos Ribbons, ou seja, abas com menus mostrado dinamicamente conforme o conteúdo que está sendo trabalhado. 
Vale lembrar que ele é 64 bits, ou seja, consegue utilizar todos os recursos do seu computador (que também precisa ser 64 bits com Win64 rodando) !
Como começar ?
  • Clique em Project > New > Blank.
  • Coloque o nome do projeto e onde ele será salvo

  • Após isto, a tela estará em branco. Para continuar, vá no menu Insert> New Map> New Map (ou Scene se for trabalhar com 3D)
  • O ArcGIS PRO já adicionará um Map1 na tabela de conteúdo e também um basemap topográfico.
  • Várias coisas mudaram. Para definir o sistema de coordenadas que utilizará no projeto por exemplo, clique com o direito do mouse sobre Map1 e escolha Properties>Coordinate System. Filtre o sistema de coordenadas que deseja usar. Pode ainda facilmente favoritar a mesma clicando na "estrelinha" ao lado.


  • Uma das ótimas novidade do PRO é a possibilidade de criar multiplos mapas e multiplos LAYOUTS dentro do mesmo "mxd" que agora é mudou para extensão .APRX. Basta ir no menu INSERT>NEW LAYOUT, escolha o tamanho da folha e pronto. Basta adicionar os elementos a folha (que também mudou, parecendo muito mais com o formato que o QGIS trabalha que o formato do ArcMap).
TÓPICOS RELACIONADOS

24 abril 2015

Conheça o MapLogic Layout Manager

MapLogic Layout Manager é o mais completo conjunto de ferramentas de criação de map books disponível. Totalmente integrado no ArcMap, esta extensão permite que você crie rapidamente um mapbook de aparência profissional com chaves e mapa de localização, índices, numeração de páginas, e muitos outros recursos. MapLogic Gerenciador de Layout faz muito mais do que apenas quebrar um mapa em várias páginas. Ele lida com todos os detalhes necessários para a criação de um documento verdadeiro multi-page. Coisas como a numeração de página, legenda do estilo que imaginar e com dados das tabelas de atributos e calculados, indexação, impressão frente e verso, visualização de impressão são todos tratados por esta ferramenta automaticamente.
Confira:

17 dezembro 2014

ArcGIS Hot Tip: Como Reposicionar os créditos dos basemaps

Fonte: http://cdn.snappages.com/
ArcGIS Hot Tip: Como Reposicionar os créditos dos basemaps ??

Vá para o modo layout: View -> Layout, depois vá no menu Insert -> Dynamic Text -> Service Layer Credits.

Pronto, basta alterar o local, tamanho e cor dos créditos...com um pouco de ajuste é facil  até escondê-los embora não recomendamos fazer isto pois alguém trabalhou duro para fazê-los!

08 julho 2013

As 10 principais coisas para verificar antes de imprimir seu mapa !

Um mapa pode se tornar um excelente mapa apenas com uma simples checagem da lista abaixo. O site exprodat.com trás uma interessante matéria sobre isto com um check-list que pode ajudar muito a deixar mapas mais profissionais. Adaptamos a lista abaixo e adicionamos comentários que consideramos importantes. Clique aqui para ver um esquema dos principais pontos abaixo.

1-Barra de escala e texto de escala. Não pode faltar e tem de ser compatível e as divisões devem ser útil para o usuário final;

2-Informações geodésicas. Projeção, datum, esferóide, elipsóide e até EPSG quando possível devem ser adicionados;

3- Mapa de localização ou indicador de extensão. Muito importante para mostrar o contexto onde seu mapa está inserido, importante para quem não tem muita habilidade na leitura de um mapa;

4-Legenda e Simbologias. Não podem faltar. Procure agrupar pontos, linhas e polígonos de mesmo contexto e procure que nada visível falte na legenda;

5-Referências e Citações. Incluir copyright e informações de fonte dos dados é uma prática muito importante que conferem profissionalismo ao trabalho;

6-Grids e Quadrículas. Importante mas, para funcionar bem, preste atenção ao espaçamento entre linhas, use cruzes apenas em mapas de grandes escalas.
Uma dica é usar em folhas A4 uma linha de grid a cada 4 a 6 cm, A3 de 6 a 8cm e A0 uma a cada 14 a 16cm;


7-Tamanho da Fonte. Procure seguir estes numeros ou algo próximo:

Folha
Fonte e Copyright
Legenda, escala e dados geodésicos
Título
Seta Norte
Quadrícula
Grid UTM
A4
4
6
8
40
6
4
A3
6
8
10
80
8
6
A0
10
10
14
150
12
10


8-Correção ortográfica. O ArcGis não tem um corretor ortográfico, então verifique sempre e corrija qualquer erro ortográfico que encontrar;

9- Labels. Verifique se todos os labels estão visíveis e são necessários. Muitos labels podem dificultar a compreensão do mapa. utilize técnicas modernas de agrupamento e key numbering;

10-Orientação do mapa. Apesar de muitos cartógrafos acham que não é mais necessário incluir seta norte devido a grande maioria dos mapas terem orientação norte por default, é muito recomendável colocar. Também pode-se rotacionar o dataframe para melhor organizar os dados na folha e então a seta norte será fundamental para indicar esta rotação ao leitor do mapa.