29 novembro 2016

SICAR WEB - Módulo de Consulta Pública do CAR


O módulo de Consulta Pública do Cadastro Ambiental Rural (CAR) foi lançado na última quarta-feira (29 Nov. 2016), pelo ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho. A ferramenta permitirá a qualquer empresa, organização da sociedade civil, instituição financeira ou cidadão interessado fazer consultas e verificar a situação dos imóveis rurais do país em relação aos remanescentes de vegetação nativa, áreas de preservação permanente (APP) e de reserva legal (RL). As informações pessoais, como o nome do proprietário e CPF continuam sigilosas.

Este módulo permite, por meio de uma interface fácil e muito amigável, ter acesso aos dados de imóveis de todo o país.
Qualquer pessoa com acesso a internet poderá consultar e mesmo baixar dados em Excel e shapefiles com os dados georreferenciados dos imóveis cadastrados em cada município.

Confira o módulo no link: http://www.car.gov.br/publico/imoveis/index


TÓPICOS RELACIONADOS

14 novembro 2016

Mudanças no PDF Maps -> Avenza Maps Pro


O PDF Maps, muito utilizado na área florestal, está passando por modificações. O aplicativo para Android e iOS mudou de nome e será chamado AVENZA MAPS.
Três versões estão disponíveis. Uma grátis como era o PDF Maps e duas pagas via assinatura anual.

A novidade fica por conta do AVENZA MAPS PRO que contará com funções extras como importação e exportação de shapefiles e esquemas de cores. A outra versão, também chamada de Pro é voltada para empresas com muitos usuários e desenvolvedores e possibilita o controle de licenças via um portal de administração.

Leia mais no link a seguir: https://www.avenzamaps.com/
Fonte: avenzamaps.com; em 14 novembro 2016
Avenza Maps for Android


TÓPICOS RELACIONADOS

05 novembro 2016

Pronasolo da Embrapa fará mapeamento completo dos solos brasileiros

Um trabalho inédito de grandes proporções irá elevar o conhecimento sobre os solos brasileiros. Coordenado pela Embrapa, o Programa Nacional de Solos do Brasil (Pronasolos) pretende mapear o território brasileiro e gerar dados com diferentes graus de detalhamento para subsidiar políticas públicas, auxiliar gestão territorial, embasar agricultura de precisão e apoiar decisões de concessão do crédito agrícola, entre muitas outras aplicações. Orçado em até R$ 3 bilhões de reais, o Pronasolos deve gerar ganhos de R$40 bilhões ao País dentro de uma década, de acordo com especialistas.

Fonte: Embrapa
O Programa envolverá diversos ministérios e órgãos federais em torno de um objetivo: fazer o mapeamento do solo de norte a sul do Brasil no período entre 10 e 30 anos, em escalas que tornem viáveis a correta tomada de decisão e estabelecimento de políticas públicas nos níveis municipal, estadual e federal – 1:25 mil, 1:50 mil, 1:100 mil, respectivamente. Isso significa que cada um centímetro do mapa corresponde a um quilômetro de área (na escala de 1:100 mil). A definição das escalas dependerá das prioridades governamentais. O maior detalhamento (de 1:25 mil) é desejável, por exemplo, para o planejamento de propriedades e na agricultura de precisão, o que vai influenciar diretamente na concessão de crédito rural.

Fonte: Embrapa - Leia mais

25 outubro 2016

QGIS 2.18 "Las Palmas" disponível para o público

O QGIS 2.18 Las Palmas é o último lançamento da série 2.x do QGIS.
A versão Longo Prazo Release (LTR) permanece sendo a versão 2.14.x.

Esta nova versão oferece melhorias incrementais sobre a versão anterior. A maioria das atividades estão focadas para o desenvolvimento do QGIS 3.0, que é o próximo lançamento de geração prevista para o final do primeiro trimestre de 2017.

Atualize sua versão - Baixe           |            Novidades da versão

TÓPICOS RELACIONADOS

13 outubro 2016

Microsoft e ESRI integram o ArcGIS Maps no Power BI


Muitos já devem conhecer o Power BI Desktop. A plataforma de análise de dados gratuita da Microsoft para análise de dados, criação de dashboards interativos, relatórios de inteligência de dados, etc.

A ESRI e a Microsoft lançaram a poucos dias o ArcGIS Maps for PowerBI o qual integra o poder de mapeamento do ArcGIS ao poder de análise de banco de dados do PowerBI.

O Módulo é capaz de "geoativar" seus dados, ou seja, identificando os campos do banco de dados que contém um componente geográfico, tais como País, Estado, Município, Região, latitude, longitude, etc, ele mostrará em um basemap ESRI onde está localizado tal registro.

Dentre os principais suportes estão:

  • Geo coding dinâmico
  • Múltiplas localizações ao mesmo tempo
  • Múltiplos mapas no mesmo relatório (sincronizado)
  • Múltiplos basemaps, incluindo OSM
  • Configuração de simbologia
  • Temas, inclusive mapas de calor on the fly.
  • Layers de referência como renda per capita por exemplo (só EUA no momento)


Fonte: ForestGIS
Para ativar o Maps for PowerBI, vá no menu do PowerBI e em Opções e Definições>Opções. Em Global, clique no item Funcionalidades de Pré-Visualização e selecione ArcGIs Maps for PowerBI. 
Reinicie o PowerBI e verá agora um botão para adicionar o módulo Maps no relatório ou dashboard (veja imagem acima).
Veja ao lado como ativar:

Amostra. Fonte: ESRI
TÓPICOS RELACIONADOS

11 outubro 2016

Recuperando um shapefile corrompido.

Não é incomum nos depararmos com erros que corrompem um shapefile, especialmente quando temos queda de energia, queda de sistema durante uma sessão que estamos editando ou ainda por tentarmos modificar o dbf em um software terceiro que não seja GIS. Duas pessoas tentando editar o mesmo shapefile também pode ocasionar isto.

"Number of shapes does not match number of table records" - Está é a mensagem de erro mais comum encontrada

1) A primeira dica é tente abrir no QGIS. Por mais estranho que seja, as vezes ele abre normal no velho e bom opensource.

2) Existe uma pequena mas muito útil ferramenta que podem recuperar seu arquivo. Baixe e rode o Shapefile Repair Tool. Execute o shapechk.exe, carrege o shapefile, clique em Build shx e depois em Check DBF. Pronto. Clique quit e abra o shapefile no seu programa GIS.

3) A Terceira dica para corrigir é a seguinte:
  • Instale este pequeno editor de dbf gratis - Dbf Editor
  • Abra nele o dbf do shapefile corrompido
  • Delete a última linha do arquivo
  • Salve com mesmo nome e feche
  • Tente carregar o shapefile no seu ArcGIS ou QGIS. Deverá abrir corretamente.
3) Se não funcionar, tente rodar a ferramenta do toolbox chamada Repair geometry.

5) Se tudo falhar é provável que seu shapefile esteja danificado a tal ponto que não seria possível recuperá-lo. Não desista, volte a etapa 2 e tente novamente.


TÓPICOS RELACIONADOS

10 outubro 2016

ArcGIS 10.5 e mudanças de nomes!

A ESRI confirmou para Dezembro 2016 o lançamento do ArcGIS 10.5.

Algumas mudanças de nomenclatura também foram anunciadas. Porém em pouco afetará a vida do usuário. São elas:

- ArcGIS for Desktop passará a ser chamado de ArcGIS Desktop.
Fonte: esri.com

- ArcGIS for Server passará a ser chamado de  ArcGIS Enterprise.


Dúvidas e perguntas, contate atendimento@img.com.br.

Fontes: ESRI Insider e Blog Esri ArcGIS

TÓPICOS RELACIONADOS

07 outubro 2016

Novo Modelo Digital de Elevação do planeta está disponível - TanDEM-X

Cadeia de Vulcões no Equador em resol. de 1 metro - Fonte: dlr.de
Um novo mapa tridimensional da terra acaba de ser concluído. Picos das montanhas e vales em todo o mundo podem agora ser vistos com uma precisão de apenas um metro. O modelo de elevação mundial foi criada como parte da missão do satélite Tandem-X (TerraSAR-X, satélite alemão de observação da terra); que oferece uma precisão sem precedentes comparado com outros conjuntos de dados globais e é baseada numa base de dados uniforme. 
        Os cerca de 150 milhões de quilômetros quadrados de superfície terrestre foram digitalizadas a partir do espaço por meio de sensores de radar. 
    Airbus Defence and Space construiu os satélites e está compartilhando os custos de desenvolvimento e operação. A empresa também é responsável pela comercialização dos dados Tandem-X.                                                                                     Fonte: Traduzido de dlr.de

Comparação SRTM30 e TandemX WorldDEM

Características do Produto:
Clique para ver os preços da Airbus(Fonte: Airbus). 
Lembrando que a Engesat é o revendedor oficial 
da mesma no Brasil (Clique aqui)
  • Recobrimento homogêneo de polo a polo;
  • Qualidade única e superior;
  • Disponibilidade para qualquer localidade do planeta;
  • Precisão única: 2 m de precisão vertical relativa / 4 m de precisão absoluta;
  • Resolução espacial (hz) de 12 por 12 m por pixel;
  • MDS e MDE de fácil acesso
TÓPICOS RELACIONADOS